Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Usamos cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Configuração de cookies

Costumização
  • Cookies de terceiros para fins analíticos.
  • Mostre recomendações personalizadas com base na sua navegação em outros sites.
  • Mostre campanhas personalizadas em outros sites.
Funcional (obrigatório)
  • Necessário para navegar neste site e usar suas funções.
  • Identifique você como um usuário e armazene suas preferências, como idioma e moeda.
  • Personalize sua experiência com base em sua navegação.

É demasiado tarde para aprender a tocar piano?

Publicado por2018-08-24 por 5342
Guardar
Querem aprender a tocar piano mas acham que são demasiado velhos? Vejam porque é que estão errados.

Um amigo nosso teve um pequeno acidente em que partiu a mão. Quando o médico o visitou depois da operação, o nosso amigo, ainda grogue da anestesia, perguntou:

"Doutor, vou poder tocar piano?"
"Claro que sim."
"Óptimo, porque antes não conseguia."

Piadinhas à parte, nunca é tarde demais para se aprender a tocar piano. Mesmo depois de se partir uma mão. Mas como, perguntam os que acham que já é tarde demais para aprender qualquer instrumento, quanto mais um tão complexo como o piano?

Para já, o que é “tarde demais”? Se querem ser virtuosos do piano, se calhar é melhor começarem o mais cedo possível, mas se o vosso interesse é apenas dominar o instrumento de forma capaz, o maior problema será o tempo disponível que lhe podem dedicar.

Se na adolescência até há tempo mas pouco foco (natural na idade), dos 20 aos 30 anos aprender a tocar piano não é uma obrigação e, entre emprego, amigos e relações, ainda há espaço para actividades extracurriculares, como aprender um instrumento novo.

Depois vêm os filhos, entre os 30 e os 40, e o trabalho acaba por nos ocupar o tempo e destruir-nos a alma, se tivermos azar.  Mas pode ser algo que podem fazer com os miúdos e usar como escape dos dias horríveis a aturar os patrões e os colegas.

Aos 50, com os créditos praticamente pagos e os filhos fora de casa, ou quase, pode ser um excelente passatempo e uma forma de entretenimento para receber os amigos em casa, já que a diversão na rua é cada vez mais barulhenta e cheia de gente demasiado nova.

Dos 60 em diante ajuda a manter as capacidades motoras e mentais e a fazer um figurão junto dos netos.

Estas não são as razões mais importantes, claro. O objectivo de se aprender a tocar qualquer instrumento por vontade própria é a satisfação pessoal de se dominar algo tecnicamente e divertirmo-nos ao mesmo tempo. Se estiverem numa crise de meia idade é preferível comprar um piano em vez de se dedicarem a desportos radicais para os quais já não têm capacidades físicas.

Depois de perceberem o porquê, vamos saber como é que podem aprender a tocar piano, em qualquer idade.

Como adultos, a responsabilidade em aprender é toda vossa. Ninguém vos obriga a nada, por isso a motivação tem que lá estar. Aprender música é uma forma de se ser feliz e de dar alegria aos outros com ela.

Para aprender piano ou qualquer outro instrumento em condições, recomendamos sempre que recorram a um professor, e não é porque conhecemos alguns muito bons. Com orientação, é estabelecido um método de aprendizagem, objectivos e uma rotina, para além de se poder corrigir todos os erros que acontecem sempre quando se está a aprender um instrumento, seja de interpretação, postura, ou na técnica. Podem sempre recorrer a aulas online, mas será difícil avançar depressa e bem, embora possam ser um excelente complemento às aulas presenciais.

Depois, todos os momentos que passarem a praticar são importantes (daí a necessidade de se estabelecer um método), pelo que todos os exercícios contam. Se estão ali naquela faixa etária dos filhos+emprego+ainda existe uma vida social, então é preciso que aqueles 45 minutos que conseguem dedicar todos os dias seja produtivos, para conseguirem avançar para exercícios e músicas mais complicadas.

Escolham o que querem tocar, sem descurar o básico. Não saltem para o Bill Evans se não dominam o Exercício nº 3 do livro de iniciação. Mas não se esqueçam de qual é o vosso objectivo. Procurem livros para alunos adultos, com exercícios e repertório dedicados, sem terem que levar com músicas infantis. A não ser que estejam a aprender ao mesmo tempo que os vossos miúdos.

Façam do piano um momento vosso, e um momento agradável. A vida é cheia de desafios chatos mas a música é sempre um bom desafio. Mesmo para os profissionais. James Rhodes, pianista britânico de renome, esteve à beira de um esgotamento e recuperou graças ao poder reparador da música. Quando partilhou essa experiência no seu livro de memórias “Instrumental”, a reação dos leitores foi tão grande que muitos quiseram voltar ao piano.

E Rhodes decidiu dar-lhe uma mãozinha (ou duas), com uma página dedicada a quem quer descobrir ou redescobrir a magia da música através do piano: “Aprender um instrumento musical pode abrir a porta para uma nova dimensão que muitos de nós já esquecemos que existe”, disse Rhodes. E ele tem razão.

Parece fácil, não parece? Não percam mais tempo e tentem.


Outra das grandes vantagens em começar a tocar piano na idade adulta, é que podemos comprar um ao nosso gosto, e sem dar cabo das finanças. Pelo menos aqui no Salão Musical de Lisboa, onde as nossas facilidades de pagamento são imbatíveis.

Deixar um comentário
Deixar comentário
Faça login para inserir um comentário
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Salão Musical de Lisboa

Crie uma conta gratuita para guardar produtos favoritos.

Registar