Musica para filmes: sítios para vender música para bandas sonoras e video

Musica para filmes: sítios para vender música para bandas sonoras e video

Fazem música em casa mas não é propriamente para dar concertos com ela? Gostam mais de compor para imagens, mesmo que ainda não saibam quais são? Para vocês a música é um elemento importante para a narrativa visual, o cenário sonoro para o drama que se desenrola no ecrã? Os vossos ídolos são o Hans Zimmer, o John Williams, o Kenji Kawai e o Lalo Schifrin? Então descubram como podem disponibilizar  a vossa música online para que sirva de banda sonora aos filmes dos outros e ganhar algum dinheiro com isso.

Existem muitos compositores que ganham dinheiro sem sair de casa, fazendo música para anúncios, vídeos de YouTube, vídeos corporativos, apresentações de PowerPoint, faixas para podcasts, indicativos, jingles, programas de rádio e televisão, jogos de computador, jogos para telemóvel, para aplicações de telemóvel….bem estão a perceber que existe uma necessidade e uma procura global para música criada de propósito para se ouvir em fundo.

Não vamos dizer como devem fazer música para bandas sonoras, apenas vos podemos ajudar com o equipamento e os acessórios. Mas podemos dizer como podem colocar a vossa música à disposição para que outros a possam usar e até ganhar dinheiro no processo.

Como as coisas se processam na indústria: um compositor é contratado para fazer especificamente a banda sonora de um filme pela produtora responsável. O compositor pode ser escolhido pelo realizador, ou por alguém com capacidade executiva, mas aqui há conhecimento de causa do trabalho feito e, por vezes, uma relação pessoal.

Portanto, se querem experimentar fazer bandas sonoras, podem começar com grupos de teatro independente, a mostrar a música a realizadores independentes, a produtores (se conhecerem algum) ou mandar excertos do vosso trabalho para produtoras. Criar portfolio nunca fez mal a ninguém.

E num país pequeno como o nosso, os conhecimentos pessoais e os amigos dos amigos são uma boa porta de entrada em certos meios e não faz mal ir por aí. Se forem bons, alguém vos dará uma oportunidade.

Mas se estão fora dos meios onde estes artistas se movimentam, têm sempre a internet. E na Internet, ninguém se importa sobre onde é que vocês estão. Existem imensos sites onde podem divulgar a vossa música e permitir o seu licenciamento, com acordos de copyright digital mais ou menos restritos: são as chamadas bibliotecas digitais, acervos de música livre de royalties, ou stock music. Juntamente com as de imagens, são dos recursos mais populares online, porque há sempre alguém a precisar de uma música para qualquer coisa, desde vídeos educativos a podcasts.

A vossa música deverá estar protegida em termos de direitos de autor de alguma forma. Muitas destas plataformas orientam-vos nessa parte, mas é sempre bom perceber como funciona o Creative Commons. Ah, e usem sempre a vossa música e nunca a dos outros, ok?

Algumas plataformas são livres e muito interessantes para músicos que estão a começar e querem divulgar a sua música. As mais populares para quem anda a pescar fundos sonoros grátis são o FreeMusicArchive, o Jamendo e o SoundCloud. Os dois primeiros dedicam mesmo grande parte do seu espaço para música para vídeos, e o SoundCloud é um espaço onde podem publicar qualquer tipo de áudio criado por vocês, apesar de não ser dedicado ao licenciamento de faixas como os outros dois.

Se querem responder diretamente a anúncios a pedir música para produções audiovisuais então espreitem a FilmMusic. Eles colocam as produtoras e os músicos em contacto e depois recebem uma comissão. Os seus clientes são, na sua maioria, norte-americanos.

PremiumBeat, uma das subsidiárias da Shutterstock, é uma das maiores empresas de licenciamento de música para produtoras, muitas delas de alto nível. Exigem qualidade e exclusividade para vos poder representar.

Outra muito popular é productiontrax. Não precisam de pagar para fazer parte da lista de compositores, embora eles fiquem com 35% do valor que estabelecerem para as vossas faixas.

MusicCase está sempre à procura de novos compositores, ficam com 43% do valor da faixa, e cada contribuição é analisada para ver se tem qualidade para fazer parte da sua colecção.  

Pond5 aceita diversos tipos de média, inclusivé música.  Os seus maiores clientes Vão desde a Vice ao Discovery Channel, e ficam com 50% do valor estabelecido.  

A mais interessante para quem quer ganhar mais dinheiro é a Hooksounds, que vos dá 70% do valor de cada faixa, a percentagem mais alta para artistas no mercado. Têm que trabalhar exclusivamente com eles mas o espírito é bastante descontraído e contam convosco para fazer parte do processo de decisão da plataforma.

Existem mais plataformas, mas estas são talvez as mais interessantes. E se querem fazer render alguns dos vossos projectos musicais que têm por aí guardados, não custa nada experimentar. Nunca se sabe quando é que a vossa música aparece em fundo numa série na televisão.

Se precisam de instrumentos, nós somos a vossa plataforma. Basta só visitar a nossa loja online e ver o que precisam para começar a fazer as vossas bandas sonoras.

Publicado no dia 2018-11-26 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 69

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar