Qual a melhor idade para aprender a tocar piano?

Qual a melhor idade para aprender a tocar piano?

Aprender piano em períodos diferentes da nossa vida enriquece a nossa experiência, competências e até a nossa saúde. Existem perspectivas diferentes, umas que defendem que quanto mais cedo melhor, outras que dizem que mais tarde não faz diferença.

Mas qual a melhor idade? Depende dos objetivos. Como em qualquer atividade, para se chegar a um nível superior, é melhor começar cedo, desde que os miúdos aprendam com gosto. A ambição de se tornarem pianistas de concerto pode ficar para mais tarde.

Se querem aprender piano por gozo pessoal e pequenos públicos, qualquer idade é boa.  Há vantagens em aprender um instrumento em qualquer idade. Vamos ver quais.

Antes dos 7 anos

Neste período da sua existência, os humanos são umas autênticas esponjas de informação. Primeiro começam a meter tudo à boca para ver ao que sabe, depois a tocar nas coisas para ver se caem ao chão ou metê-las na boca. Assim que começam a andar, vão atrás de tudo o que lhes chama a atenção. Esta é a fase fácil de lidar com crianças, a partir daqui só fica mais complicado.

É nesta altura que estão a criar as  competências cognitivas que os vão acompanhar para o resto da vida, e aprender piano é uma boa opção para as estimular. Além disso, os seus corpos estão em desenvolvimento, o que ajuda a que ganhem características físicas e memória muscular específicas para dominar as teclas.

É nesta altura que se criam as mãozinhas para tocar piano, a um nível de topo, pelo menos. A idade recomendada para iniciar potenciais virtuosos são os 3/4 anos. Parece que há quem chegue rapidamente a esse nível.

Dos 8 aos 18

Aprender piano neste período da vida é mais complicado por um lado, mas muito compensador por outro. Os jovens humanos já têm personalidade e vontades próprias, o que leva a uma falta de concentração, mas um instrumento como o piano pode ajudar a resolver isso, fomentando a disciplina e o esforço.

Como é um instrumento completo, dá-lhes as bases para aprender outro qualquer que queiram mais tarde. É mais difícil criar um pianista de técnica excepcional a partir da adolescência, mas é muito possível criar as condições para fazer deles músicos excepcionais.





Idade adulta

Especialmente depois dos 27 anos, a idade mágica do fim dos sonhos do estrelato musical, aprender música é uma atividade de desenvolvimento pessoal, uma distração, algo que se faz por gosto e porque está demasiado mau tempo para ir à pesca ou dar umas tacadas no green.

Aprender piano é um desafio que se encara com outra atitude, já que os gostos musicais estão estabelecidos, temos ideias pré-concebidas, e aprender já não é tão fácil como antes. Mas, como  adultos, temos uma visão mais compreensiva das coisas, uma maior organização mental, o que leva a uma aprendizagem mais rápida e eficaz. Quando se quer e se gosta, o esforço vale a pena, porque a progressão é maior.

Uma sessão diária de prática de 15 minutos  pode ser o vosso momento pessoal, para esquecer o dia de trabalho e até, quem sabe, dar o exemplo aos miúdos que não acham piada ter que estudar piano depois de já terem feito os trabalhos de casa. Podem até aprender e praticar ao mesmo tempo.  

Não esperem conseguir tocar os Estudos Transcendentais de Liszt na perfeição - são poucos os eleitos que o conseguem - mas há muita mais música no mundo que vão conseguir executar com emoção de certeza. Comecem pela música de que gostam e tudo será mais fácil.

Séniores

Por séniores falamos de pessoas que já não se encontram na vida ativa, e que podem desfrutar do seu tempo livre para embarcar em novos desafios. Aprender piano nesta fase da vida é um desafio fantástico por estimular a memória, a coordenação motora, e manter a destreza das mãos.

Além disso, podem sempre tocar grandes clássicos da juventude, e ter uma experiência musical completa, sem terem que depender de ninguém. É também uma forma de se envolverem com a vossa comunidade, grupo de igreja, ou coletividades onde possam partilhar a vossa música.

Não há uma idade limite para aprender piano. Estimula o cérebro, tem benefícios físicos e  psicológicos, é uma fonte de enorme satisfação e diversão. Poucas coisas na vida são tão boas como ter música na ponta dos nossos dedos. E esse é o objetivo principal, seja em que idade for.

O piano apenas pede a vossa dedicação. Só se vão arrepender de não terem começado mais cedo.

A experiência demonstra que qualquer idade é boa para se começar a aprender a tocar um instrumento, seja ele qual for. A música existe como a vida, desfrute-a. Façam-nos uma visita e enriqueçam a vossa com um dos pianos do nosso catálogo.

Publicado no dia 2019-06-12 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 160

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar