Como afinar uma bateria

Como afinar uma bateria

“Afinar uma bateria” soa estranho, mas uma bateria desafinada é que soa mal.

Sabem como identificar um baterista a sério? É aquele que tem uma coisa destas no porta chaves. O que faz sentido, porque é uma chave. De afinação.

Esta pequena peça peça faz mais diferença no som de um baterista do que todas as técnicas de segurar baquetas que podem aprender na vida. Os mesmos kits podem soar diferentes de estilo para estilo e de músico para músico mas, com as voltas certas desta chave, podem fazer de uma bateria razoável um instrumento com um som muito melhor.

Chave Gibraltar SC 4244 para Bateria

Porquê afinar a bateria

O som de uma bateria depende de três factores principais (entre muitos outros mas estes fazem a diferença):

- o baterista;

- o kit e os seus componentes;

- a afinação;

O som que retiram terá que ser limpo de tons estranhos e ajustado para o estilo musical que tocam (as baterias afinadas para jazz estão numa tonalidade mais aguda enquanto que as de metal procuram tons mais graves e maior ressonância). Se querem descobrir a variedade de sons que uma bateria pode ter, vejam este simulador virtual com kits de vários músicos em vários géneros.

E, claro, o gosto pessoal é fundamental, pois cada baterista quer ter o seu próprio som. Há quem prefira uma tarola de estalo e quem prefira um som mais cavo; há quem goste de bombos tensos e outros com um decaimento de nota acentuado.

Como afinar uma bateria

Afinar é ajustar a tensão das peles de cada um dos seus elementos: tarola, timbalões e bombo. O objectivo é que tenham um som consistente e uma boa relação de tons entre eles. Vamos explicar os passos básicos para afinarem a vossa bateria e que podem ser aplicados a cada um desses componentes. Depois, partilhamos alguns vídeos e recursos para poderem explorar por vossa conta.

O que precisam:

- uma bateria (ou um dos componentes percussivos referidos acima);

- uma ou duas chaves de afinação de bateria; 

- um ou dois ouvidos;

Depois sigam esta ordem de procedimentos.

  1. Desapertem os parafusos que seguram a pele até ficar solta, mas sem sair nada do lugar.
  2. Pressionem o centro da pele com a palma da mão, como se estivessem a fazer uma massagem cardíaca, mas sem a meter para dentro da caixa, ok?
  3. Ainda sem usar a chave, apertem os parafusos que seguram a pele à mão, até atingirem um ponto de resistência.

Nota: apertem sempre os parafusos que estão diametralmente opostos, ou seja, se o círculo da pele fosse um mostrador de relógio apertem primeiro o parafuso das 12h, depois o das 6h, depois o das 2h e a seguir o das 8h, depois o das 10h e finalmente o das 4h. Vejam o gráfico abaixo:

Fonte: DrummingReview.com

    4. Seguindo essa lógica, podem começar a usar a chave ou as duas chaves, para apertar os dois parafusos opostos de uma vez. O importante é que sejam consistentes no movimento. Nesta primeira vez, dêem apenas meia volta à chave em todos os parafusos.

    5. Voltem a fazer uma massagem no centro da pele. Há pontos onde está enrugada? Dêem mais um quarto de volta ou o que acharem necessário, até ficar direita.

    6. Está na altura de usarem os ouvidos. Batam no centro da pele para ver o som que tem. Está perto do que pretendem? Com um dedo a pressionar o centro da pele , voltem a bater mais perto da borda, em frente de cada parafuso e vejam se o som é igual em todos os pontos. Apertem até acharem que acertaram.

   7. Voltem a testar a tensão. Não há ondulações, o tom é bom e equilibrado em toda a superfície? É o som que querem? Podem passar à pele de baixo.

   8. Mesmo processo, a relação da afinação é que pode variar. Há quem goste de ter as duas no mesmo tom, há quem prefira afinado num tom mais abaixo. O vosso ouvido é que decide.

   9. Podem passar ao elemento seguinte.

Se preferem uma explicação mais visual mas em inglês, vejam este vídeo.

Há este mais rapidinho em português do Brasil também:

Como perceberam, afinar uma bateria não é uma ciência exacta, e cada baterista tem o seu método, mas estes são bons princípios para assumirem mais controle sobre o vosso kit. Se quiserem uma explicação ainda mais aprofundada, vejam esta série de vídeos do Rick Beato (How To Tune Your Drums Like A Pro - Parte 1, Parte 2, Parte 3), que explica como afinar cada peça.

Quantas notas tem uma bateria? A relação de tons entre os vários timbalões depende muito do vosso estilo musical e de quantos têm. Se tocam e ouvem bateria com atenção, irão reparar que existem notas diferentes entre eles e elas estão na vossa cabeça. Tentem seguir o vosso ouvido e ajustem em conformidade.

Para os que gostam de precisão, vejam esta tabela com as notas fundamentais e as frequências para cada uma das peças nas suas várias medidas e quantidades, e que pode ser muito útil como referência. Se vasculharem a internet irão encontrar outras explicações e métodos, com recomendações sobre o que devem ou não calçar durante o processo e que cânticos deverão entoar para invocar o espírito do grande Batuque.

Afinar uma bateria não é tão complicado como parece, e deverá ser algo que poderão e deverão fazer rapidamente, em qualquer circunstância. Basta ganhar o hábito e aprender a ouvir o vosso instrumento.

E antes de falar mal da vossa bateria barata, vejam se está afinada. Pode fazer toda a diferença.

Abram as portas para um som mais pessoal e eficaz de bateria com estas dicas. No Salão Musical de Lisboa temos as chaves, as peles e os conjuntos de bateria completos para que possam tirar o melhor som da vossa batida.

Publicado no dia 2019-11-27 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 99

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar