Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Usamos cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Configuração de cookies

Costumização
  • Cookies de terceiros para fins analíticos.
  • Mostre recomendações personalizadas com base na sua navegação em outros sites.
  • Mostre campanhas personalizadas em outros sites.
Funcional (obrigatório)
  • Necessário para navegar neste site e usar suas funções.
  • Identifique você como um usuário e armazene suas preferências, como idioma e moeda.
  • Personalize sua experiência com base em sua navegação.

Quando a guitarra canta a história de um país

Publicado por2017-02-04 por 5179
Guardar
É o Fado, o Destino, a sorte falhada cantada à guitarra.

Há notas a salpicar a calçada de pedras brancas, choradas sob uma voz que fala de desamor e saudade, a fugir por uma porta entreaberta para a noite. Se entrarmos por essa porta, há um xaile de silêncio pelas mesas, onde só o vinho vai soltando segredos e sussurros sobre sonhos perdidos. É o Fado, o Destino, a sorte falhada cantada à guitarra.

Mas o que faz desta casa uma casa portuguesa? São os trinados em cordas dobradas, tocados de olhos fechados, as melodias expostas por dedos hábeis e sentimentais no único instrumento que os poderia entender: a guitarra portuguesa.

A história da guitarra portuguesa está, como deve ser, envolta em mistério: há quem afirme a origem árabe; outros, a sua descendência da cítara. Chegou a ser conhecida por guitarra inglesa, mas o seu inconfundível timbre brilhante é bem português. Animou muitos salões da alta burguesia nacional até ao século XIX, mas foram as classes mais baixas e sofridas que encontraram nela o suporte para a expressão das suas dores. E como instrumento introspectivo que é, encontrou versões novas nas mãos de estudantes de Coimbra, longe de casa e a aprender as duras lições do amor.

Seja qual for a sua afinação, mais ou menos lágrima no corpo, o som de uma guitarra portuguesa é a cristalização da história e da alma portuguesas, a cumprir-se em arranques de ternura e génio. Uma guitarra portuguesa não é um instrumento qualquer. A sua qualidade depende tanto das mãos do construtor, como a música que guarda depende das mãos do guitarrista. Asseguramos a primeira parte, a segunda é à vossa responsabilidade. Vejam as nossas guitarras portuguesas, e encontrem desde modelos para principiantes a instrumentos profissionais, feitos pelos melhores fabricantes nacionais. E agora silêncio, que é hora de se cantar o fado.  

Deixar um comentário
Deixar comentário
Faça login para inserir um comentário
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Salão Musical de Lisboa

Crie uma conta gratuita para guardar produtos favoritos.

Registar