Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

10 músicas fáceis de tocar no baixo

Publicado por2023-12-12 por 1212
Guardar

10 músicas fáceis de tocar no baixo para aprender em dois tempos e impressionar o vosso público 

O baixo é essencial em qualquer banda de rock, pop ou funk, ou qualquer outro estilo. É o motor da música, o instrumento que fornece os graves que fazem mexer o corpo de quem vê. Mas tanta responsabilidade pode intimidar os baixistas iniciantes.

Na realidade, existem muitas linhas de baixo muito simples que têm os efeitos que descrevemos e que não são complicadas de tocar. Aqui fica uma lista com 10 músicas fáceis de tocar no baixo para impressionar o vosso público e desenvolver algumas das técnicas fundamentais que todos os baixistas devem dominar.

Músicas fáceis para tocar no baixo

She Loves You - The Beatles

Stand By Me - Ben E King

Seven Nation Army - The White Stripes

The Chain - Fleetwood Mac

Hey - Pixies

Breezeblocks - Alt-J

Paranoid - Black Sabbath

Billie Jean - Michael Jackson

Another One Bites the Dust - Queen

Smells Like Teen Spirit - Nirvana

Dicas para baixistas principiantes

Notas finais

She Loves You - The Beatles

É um dos maiores clássicos dos Beatles, composta no início de uma carreira absolutamente incrível. É também uma excelente escolha para quem está ainda no início do seu percurso como baixista, porque esta canção usa, basicamente, apenas dois acordes: Dó e Sol. A linha de baixo consiste em apenas algumas notas por acorde. É uma das linhas de baixo mais fáceis de Paul McCartney nos Beatles, que até dá para cantar por cima enquanto tocam.

Fender
Rumble 15 Bass 15W V3

Fender Rumble 15 Bass 15W V3

Stand By Me - Ben E. King

Quem não conhece este clássico de Ben E. King? E quem é que já reparou que a linha de baixo que segura a canção de fio a pavio é sempre a mesma? O baixo não só estabelece a progressão harmónica, desenhando os acordes, como dá um tema melódico que identifica esta canção logo nas primeiras cinco notas. Sempre igual, mas para sempre inesquecível.

Yamaha
TRBX305 WH 5 cordas

Yamaha TRBX305 WH 5 cordas

Seven Nation Army - The White Stripes

Os White Stripes criaram o riff mais orelhudo desde Smoke on the Water, e é outra ótima escolha para iniciantes. A linha de baixo é muito cativante e fácil de memorizar, e usa apenas algumas notas, que, se as decorarem, irão servir para tocar grande parte das canções rock que foram criadas.

The Chain - Fleetwood Mac

O álbum Rumours dos Fleetwood Mac é um tratado sobre o papel fundamental que um baixo contido tem no arranjo musical. Temos a marcação simples em Dreams dos dois (são três, mas um só aparece uma vez) e a aparição dos graves nos momentos certos em The Chain, em que metade da música é tão fácil de tocar, basta só ficar quietinho. Mas, quando chega a vossa vez de entrar, é preciso fazê-lo na cadência certa. Não é uma linha complicada, mas exige concentração e uma boa noção de tempo.

Hey - Pixies

Outra linha de baixo que define uma canção. Esta é muito interessante já que a progressão harmónica não é muito tradicional mas também não é demasiado fora, e o baixo liga os acordes em linhas cromáticas. Muito jazzy, mas completamente indie rock, ou não fossem os Pixies os pais deste género musical.

Livros sobre Baixo no Salão
Musical

Livros sobre Baixo no Salão Musical

Breezeblocks - Alt-J

Esta canção é fácil de tocar, e é perfeita para praticarem a vossa consistência rítmica. Não são muitas notas, e não há linhas complexas. Mais simples só se fosse uma linha de baixo dos Ramones. Como na lendária banda punk, o baixo tem uma função específica e, no caso dos Alt-J, é dar consistência ao espaço que criaram para a linha vocal. É um excelente exemplo de um arranjo eficaz na indie pop moderna.

Paranoid - Black Sabbath

Vamos meter um pouco mais de gás nesta lista e avançar para a paranóia completa. Harmonicamente, a Paranoid são dois acordes, Mi menor e Ré maior. Mas apreciem as quintas, as quartas e as oitavas que dão dinâmica a um riff simples, e à transição sincopada que põe à prova o sentido rítmico dos jovens aprendizes. É um baixo nada complicado e muito divertido tocar.

Reparem na nota inicial: o baixo está afinado não em 440hz mas em 445hz, ou seja, ligeiramente mais agudo. Usem a função do vosso afinador

Afinadores no Salão
Musical

Afinadores no Salão Musical

Billie Jean - Michael Jackson

Todos os baixistas devem saber tocar esta linha de baixo não só porque é impossível de parar de a tocar como é também um excelente exercício de coordenação e tempo. Para tocar como no original, coloquem o polegar no segundo traste da corda de Mi, para tocar o Fá sustenido em oitava.

Metrónomos no Salão
Musical

Metrónomos no Salão Musical

Another One Bites the Dust - Queen

Esta famosíssima música dos Queen não é complicada, porque não tem muitas notas. Mas o ritmo é mais complicado do que parece. Além disso, é daquelas músicas que coloca o baixista em destaque, a demonstrar a importância das suas funções: não só dá o tema musical como o balanço. Dica: as notas de transição são tão importantes quanto as restantes.

Smells Like Teen Spirit - Nirvana

Este vídeo apresenta os cinco níveis de baixista que irão atravessar para tocar esta canção. As partes fundamentais do baixo de Krist Novoselic foram dissecadas para que percebam que tocar baixo é uma arte cheia de subtilezas e diálogo com os restantes instrumentos.

Guitarra
Baixo Fender Squier Aff Precision Bass PJ Surf Green

Guitarra Baixo Fender Squier Aff Precision Bass PJ Surf Green

Estas são apenas algumas das muitas músicas fáceis que podem aprender no baixo em poucos minutos. Só precisam de praticar bastante, mas rapidamente irão conseguir tocá-las de uma ponta a outra e impressionar os vossos amigos.

Dicas para baixistas principiantes

Mas deixamos aqui também algumas dicas adicionais para os baixistas iniciantes:

  • Comecem devagar e concentrem-se em acertar as notas.
  • Usem um metrónomo para praticar e manter o tempo.
  • Toquem por cima das canções para terem uma ideia do ritmo e do groove.
  • Não tenham medo de experimentar notas que não estão no tutorial, explorem outros desenhos e ritmos.
  • Alternem entre tocar com palheta e com os dedos.
  • Toquem com o corpo todo. O baixo é um instrumento ligado ao ritmo, por isso sintam o balanço com o corpo, respirem dentro do tempo, relaxem.

E lembrem-se: uma banda com guitarristas e vocalistas maus soa bem se tiver uma secção rítmica competente. Mas o contrário já não acontece.

Notas finais

Esperamos que tenham gostado desta lista. Se tiverem mais sugestões, deixem-nas nos comentários. E se estiverem à procura de um baixo para começar a tocar estas e outras canções, visitem a nossa loja online. Temos baixos, amplificadores e pedais de efeitos perfeitos para baixistas de todos os níveis. Estamos à vossa espera.

Baixos Elétricos
no Salão Musical

Baixos Elétricos no Salão Musical

Foto: freestocks / Unsplash

Deixar um comentário
Deixar comentário
Faça login para inserir um comentário
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Salão Musical de Lisboa

Crie uma conta gratuita para guardar produtos favoritos.

Registar