Músicos à esquerda

Músicos à esquerda

Este artigo não tem nada a ver com política, mas tem a ver com os 10%: uma em cada dez pessoas é canhota, ou esquerdina e há até quem os ache sinistros.

São imensos os músicos que são esquerdinos e, de acordo com alguns cientistas que acharam piada investigar a relação entre a mão predominante e o pendor artístico, existe claramente uma correlação entre ser canhoto e ser criativo, talvez porque são obrigados desde novos a adaptar-se e a encontrar soluções num mundo desenhado ao contrário para eles, ou porque já pensam numa direcção diferente da maioria.

Na realidade, essa correlação não está cientificamente demonstrada, mas existem algumas boas razões para que hajam tantos músicos esquerdinos revolucionários. Só para enumerar alguns: Paul McCartney, Jimi Hendrix, Tony Iommi, Ringo Starr (os Beatles a dar cabo da estatística aqui), David Bowie, Stewart Copeland e Kurt Cobain.

O que a Ciência diz sobre essa suposta vantagem não tem tanto a ver com a mão que é predominante, mas com a destreza inconsistente das duas mãos, o que leva a que experimentem mais e, em certos instrumentos como o piano, sejam obrigados a rever a sua coordenação motora, a aplicar elevados níveis de concentração, a adaptar-se a um ensino musical pensado para destros, o que aumenta a sua plasticidade cerebral.

Trocado por breves, têm mesmo que pensar diferente. E isto traz vantagens: pelos vistos pensam mais depressa, têm uma organização mental melhor, lutam melhor, têm melhor memória, ganham mais dinheiro e dominam o planeta!

Este vídeo não fala das vantagens para músicos, mas quem já tocou com esquerdinos sabe que há sempre ali qualquer coisa que sai diferente, ao ponto de termos algumas dúvidas se o Justin Bieber seria tão famoso se fosse destro. Ok, talvez fosse.

De acordo com um estudo do Hannover Music Lab, na música clássica a tirania do ensino destro não afecta a maioria dos músicos. Aliás, esse estudo provou que a maioria dos canhotos tinham uma maior precisão a tocar os seu instrumento, talvez porque eram obrigados a “ensinar” a mão de uma forma mais consciente num esforço que seria natural para a mão dominante. E quem aprende a usar um abre latas para direitos, aprende a tocar qualquer instrumento.

Por exemplo, todos estes guitarristas tocam a guitarra “às direitas”: Mark Knopfler, Billy Corgan, Gary Moore, Duane Allman, mas são todos canhotos. Se calhar o estilo de fingerpicking do guitarrista dos Dire Straits é um reflexo disso. Ou não. Também dizem que os esquerdinos têm três vezes mais propensão para o alcoolismo, mas isso é porque quem segura o copo com a mão esquerda tem de o beber a penálti.

A verdade é que o tempo de ensinar esquerdinos a serem destros já acabou, e existem imensos instrumentos para quem não toca direito. À direita, queremos nós dizer.

E nós aqui no Salão Musical de Lisboa temos em conta todos os músicos, esquerdinos incluídos. Falem connosco para saber se temos o instrumento que melhor se adapta a vocês.

Publicado no dia 2018-10-08 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 181

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar