Melhores editores de áudio grátis em 2021

Melhores editores de áudio grátis em 2021

Foto Troy T / Unsplash

Desde a última vez que falámos sobre os melhores programas de edição de áudio digitais (DAW) surgiram algumas novidades no mercado. Em 2021 existem mais editores gratuitos - ou com versões básicas grátis - suficientemente poderosos para gravarem a vossa música em casa, com qualidade áudio profissional para produzir depressa e bem. E esta agilidade é importante nos dias que correm, como vamos explicar depois desta lista.

Para já, vamos conhecer os melhores editores de áudio grátis ou em versão lite para produzirem música, voiceovers, podcasts ou qualquer outro tipo de áudio, que podemos encontrar em 2021.  

DAWs Lite

Alguns dos melhores editores de áudio profissionais têm versões Lite. São versões básicas, com limitações em algumas das suas características, como número fixo de pistas, e menos efeitos e plugins do que as versões completas. 

As limitações podem ser um factor de incentivo à criatividade e estas versões servem perfeitamente para gravar com toda a qualidade que precisam. Alguns destes programas podem ser descarregados diretamente dos sites oficiais, outros estão apenas disponíveis através de licenças disponibilizadas na compra de um interface áudio, por exemplo. 

Pro Tools First 

A estratégia da Avid tem sido a de vender o Pro Tools como o editor de áudio padrão da indústria musical. Como a indústria musical não é um exemplo em relação a padrões, o Pro Tools não tem sido a escolha principal do produtor caseiro, até porque exige um computador com muita potência.Se querem saber se o vosso computador é de topo, instalem o ProTools e façam o teste. 

Mesmo assim, e como ferramenta que vem incluída na maioria das placas de áudio, a versão First é um bom começo para perceber como funciona um DAW e o potencial que têm na utilização de plugins e de instrumentos virtuais. 

Cubase LE

Outro editor que costuma vir incluído no pacote quando compram um interface de áudio, mas que podem descarregar diretamente do site da Steinberg , é o Cubase LE, uma versão limitada mas muito poderosa do Cubase completo. 

É um editor de áudio muito competente, com um interface muito intuitivo, que permite trabalhar até 16 faixas de áudio e  24 de MIDI, número mais que suficiente para produzir, pelo menos, uma demo de alta qualidade.

É muito usado por produtores de música eletrónica e, se quiserem fazer um upgrade,para além de ganharem mais funcionalidades, a Steinberg oferece imensas ferramentas e sons de grande qualidade. É um editor muito virado para composição, arranjos e produção, sendo menos utilizado para gravar, o que faz também muito bem.

 

Studio One 5 Prime 

Criado pela PreSonus, o Studio One 5, na sua versão Prime, é uma excelente entrada para o mundo da marca e um DAW com características muito avançadas. Com um interface muito intuitivo, oferece ainda 2GB de loops para começarem a produzir sem precisarem de gravar nada. 

O Studio One 5 Prime tem a grande vantagem de não ter limite de faixas de áudio e de instrumentos, assim como de faixas de efeitos. É muito útil para quem gosta de música eletrónica, mas serve as necessidades de qualquer estilo musical. Traz amplificadores virtuais, sintetizadores e mais uma enorme quantidade de funcionalidades, mas não suporta plugins VST e só tem um instrumento virtual. 

É uma ferramenta muito interessante, embora não seja suficientemente completa para alguns músicos..

Waveform Free 

Fabricado pela Tracktion, é a versão grátis do Waveform Pro. Feito a pensar nos produtores de música eletrónica, particularmente os que estão a começar, é um DAW com uma lógica de trabalho diferente dos restantes, o que pode dificultar a vida a quem já usou outros programas.

É perfeito para usar muitos instrumentos virtuais e sequenciadores de ritmos e MIDI. 

Ableton Live 11 Lite 

No artigo de 2018, o Ableton Live estava na versão 9 e mantemos a opinião que é um dos melhores editores de áudio do mercado.Só podem activar a versão Lite com uma licença disponibilizada na compra de algumas interfaces áudio e outro hardware). 

Não só é uma plataforma de produção versátil e de grande potencial criativo,  mesmo usando só os instrumentos, efeitos e samples de origem, como abre possibilidades criativas incríveis no modo Session. 

Este modo transforma o computador num instrumento musical: podem lançar samples ou usá-lo como se fosse um looper. Pode ser também uma forma de combinar diversas seções de uma música para ver o que combina melhor com o quê, para além de ser o modo ideal para fazer misturas.

DAWs Grátis

Estes programas podem ser descarregados de forma gratuita e imediata. Quando muito, terão que abrir uma conta no site do fabricante para ter acesso a atualizações e a extras, mas não precisam de pagar mais por causa disso. 

Cakewalk by BandLab

Anteriormente conhecido por SONAR, este é um dos editores de áudio mais poderosos que irão encontrar. A Band Lab tem um editor de áudio online, espaço de colaboração e partilha entre músicos, para além de uma ferramenta gratuita de masterização, tudo gratuito.

O Cakewalk passou a fazer parte da BandLab, que pegou num software que antigamente custava cerca de 500 dólares e o tornou gratuito. É um dos editores de áudio mais completos que existe, com funções que competem com as plataformas profissionais: faixas ilimitadas, suporte para VST3 e instrumentos virtuais, para além de ter um interface espetacular e muito intuitivo. 

É perfeito para gravar, misturar, masterizar e partilhar a música que fazem, sendo uma ferramenta muito poderosa para podcasters e para músicos que gostam de produzir depressa e em quantidade.

SoundBridge

Se estão interessados em criar o próximo sucesso das pistas de dança mas nunca produziram música, o SoundBridge é o primeiro passo para o aprender a fazer. Muito simples, com muitas ferramentas, efeitos e sons de base para começarem logo a fazer os vossos beats, não tem muito por onde enganar. Não é o melhor editor de todos desta lista, é um dos menos versáteis mas, a este preço, é espetacular. 

Perfeito para se divertirem ou compor ideias rapidamente para desenvolver em programas mais avançados.

 

Audacity 

Outro editor mencionado no artigo de 2018 é o inevitável Audacity, um dos editores gratuitos mais simples e eficazes, e um dos mais veteranos. O Audacity tem atravessado um período conturbado pois foi comprado por uma empresa russa que, apesar de dizer que o irá manter gratuito, foi acusada de invasão de privacidade por parte dos utilizadores. Isto levou a que um grupo pegasse no código do Audacity e decidisse manter a sua própria versão, o que também levou a mais confusão. 

Enquanto a comunidade não se entende, descarreguem o Audacity e experimentem-no. É o mais simples dos editores de áudio desta lista, ideal para gravar um número reduzido de faixas com pouco processamento e efeitos. Não é um programa para produção musical avançada, mas é o mais rápido a arrancar para gravar uma ideia quando bate a inspiração. 

É ainda uma ferramenta muito capaz para quem faz podcasts ou voice overs.

Menção Honrosa -  Reaper 

O Reaper não é grátis, mas é tão barato (60 dólares) que é como se fosse. Podem sempre continuar a carregar no botão para continuarem eternamente em modo de avaliação mas é daqueles negócios tão bons que é vergonhoso não pagar por ele. O Reaper foi criado pelos programadores do Winamp (lembram-se?), que ficaram tão ricos quando o venderam que decidiram abrir uma empresa e fazer o que lhes apetecesse.

Felizmente para nós, apeteceu-lhes fazer o Reaper, que tem todas as funções de um editor de áudio digital moderno de nível profissional. É o DAW mais personalizável que existe e um dos mais potentes, que funciona em máquinas de todos os tipos. 

Uma nova realidade

Gravar música em casa é fácil. Tão fácil que um dos álbuns mais populares dos últimos anos foi gravado por dois irmãos no quarto de um deles. E todos os recursos para fazer música estão ao dispor na internet, desde a fase de aprendizagem à distribuição. 

A realidade da música mudou muito nos últimos anos. Não é preciso ir em digressão para promover um álbum, nem é preciso gravar 10 músicas e dizer que é um disco. Até porque pouca gente compra discos, a maioria ouve músicas no telemóvel através de serviços como o Spotify ou o YouTube. A agilidade criativa e de produção é muito importante para o músico moderno, por isso é que estas ferramentas são tão importantes. 

Com um computador, um interface de áudio e um microfone, podem fazer música com qualidade de rádio ou, melhor ainda, de plataforma digital. Basta aplicarem-se e terminar as vossas canções.

As ferramentas estão ao vosso dispor online e os instrumentos musicais também. Visitem a nossa loja e ponham no carrinho tudo o que precisam para começarem a gravar no vosso editor de áudio digital de eleição. 

Publicado no dia 2021-09-17 por Salão Musical de Lisboa Atualidade, Amplificação 0 179

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar