Instrumentos tradicionais irlandeses

Instrumentos tradicionais irlandeses

A música irlandesa perdeu recentemente Paddy Moloney, um dos fundadores dos The Chieftains, a banda de referência quando se fala da música tradicional da Ilha Esmeralda. Foi uma vida de paixão pelos sons e melodias de raiz celta e que tão bem reflectem o espírito deste povo insular e é isso que queremos celebrar, apresentando alguns dos instrumentos fundamentais para tocar a música da Irlanda através da música dos The Chieftains e não só.

The Chieftains

Fundados no ano de 1962 em Dublin, os The Chieftains (que significa “líderes do clã”) começaram com Paddy Moloney, Sean Potts, e Michael Tubridy.  A iniciativa de juntar a banda partiu de Moloney, um multi instrumentista que começou a tocar flauta irlandesa aos seis anos de idade.

O trio andou quase uma década em modo semi profissional mas, nos anos 70, eram já imensamente populares entre os críticos e o público das Ilhas Britânicas, mas também entre músicos e realizadores. Em 1975 participaram na banda sonora de Barry Lyndon, filme de Stanley Kubrick, distinguido com um Óscar nessa categoria. 

A colaboração com Van Morrison, em 1988, colocou-os nos ouvidos do mundo, quando já gozavam o estatuto de instituição da música irlandesa. Desde então, juntaram-se em estúdio com músicos tão famosos e distintos no estilo como Madonna, Luciano Pavarotti, Bon Iver, Rolling Stones, entre outros.

Os The Chieftains até tiveram uma uma colaboração fora deste planeta com a astronauta Catherine Coleman, que tocou uma flauta irlandesa cedida pela banda em directo da Estação Espacial Internacional. Já de volta à Terra, Coleman participou no concerto de celebração dos 50 anos da banda. 

E é mesmo peor aí que vamos começar esta apresentação de instrumentos tradicionais irlandeses.

Flauta Irlandesa (tinwhistle)

É um dos mais simples e hipnóticos instrumentos da Irlanda. A Flauta irlandesa (tinwhistle) moderna surgiu a meio do século XIX com a sua produção em massa pela mão de Robert Clarke, em Manchester. Com um sistema de dedilhação diferente do europeu continental, a flauta irlandesa também tem seis buracos, afinação diatónica e está disponível em diversas tonalidades. 



Flauta Clarke CWD Tinwhistle Celtic em Ré

Ouçam como se toca a flauta irlandesa pela mão de Paddy Moloney.

Violino

Um instrumento essencial da música tradicional irlandesa é o violino, que se faz ouvir por lá  desde o século XVII. A sua tonalidade e vivacidade são perfeitas para tocar a música alegre e muito expressiva da ilha verde ou para interpretar melodias lentas e cheias de melancolia, tão típicas desta tradição.

Comprar um violino para tocar música irlandesa é fácil e mais acessível do que possam pensar.

No Salão Musical temos violinos para tocar todos os estilos, a todos os níveis.

Foto do violino Stentor Student II com o arco e estojo
Violino Stentor Student II 4/4 SH com Arco e Estojo

Drowsy Maggie é uma das composições mais populares dos The Chieftains e esta atuação mostra a riqueza que o violino traz à sua interpretação.

Cordofones

A música irlandesa tem também cordofones. Os mais populares são a guitarra acústica, o bouzouki e o banjo.

Bouzouki - É um instrumento que facilmente ouvimos em cantos distintos da Europa. De origem grega, o bouzouki encontrou casa na música tradicional irlandesa nos anos 60 com uma afinação diferente (Sol - Ré - Lá - Ré), para se enquadrar melhor com a música local.

Bouzouki Irlandês APC IRB305

Bouzouki Irlandês APC IRB305

 

Banjo

O banjo é outro instrumento que se adaptou muito bem a diversas tradições populares, desde a música africana à norte-americana. Está também presente na música irlandesa, onde se enquadra perfeitamente pelo timbre e cadência que empresta às música mais animadas. 


Foto do Banjo Bandola APC modelo BJMDA100 em Koa

Banjo Bandola APC BJMDA100 em Koa

Podemos ouvir os dois em conjunto num clássico de outra banda irlandesa, De Danann. 

Percussão

A percussão na música popular irlandesa é muito discreta, apesar de conseguir atingir ritmos bastante elevados. O instrumento mais comum para marcar o tempo  - para além do típico bater o pé no chão de madeira dos pubs - é o bodhran, um instrumento muito semelhante ao adufe, mas redondo e com um dos lados aberto. 

As colheres são outro instrumento usado para criar motivos percussivos na música tradicional irlandesa. A primeira composição desta actuação dos The Chieftains mostra como estes dois instrumentos trabalham em conjunto. 

Par de Colheres Large 0/075

Par de Colheres Schwarz 0 075 Large

Gaitas de foles e Concertinas

As gaitas de foles têm uma grande tradição na música de origem celta. Essa influência sente-se também na tradição popular ibérica com a presença de gaitas de foles principalmente no Norte de Portugal e na Galiza,  onde a gaita de foles galega tem grande expressão.

Gaita de Foles Galega SML em Si Bemol com Palheta

Gaita de Foles Galega Artcarmo em Si Bemol com Palheta

A versão irlandesa é bastante diferente e chama-se Uilleann pipes. É uma gaita de foles que não é inflada com o sopro do músico, mas com um fole que se coloca debaixo do braço. É mais pequena que a gaita de foles normal e tem uma abrangência de duas oitavas. 

Outro instrumento de foles muito usado na música tradicional irlandesa é a concertina de botões. Aliás, a concertina e o acordeão eram instrumentos muito populares nesta tradição, mas foram caindo em desuso ao longo dos tempos.

Foto da Concertina Hohner GCF Compadre

 Concertina Hohner GCF Compadre 2 Vozes 

A magia da música irlandesa

A música irlandesa tem uma aura quase mística, enriquecida pela mitologia celta e o som de instrumentos como a harpa. Com o tempo, as lendas passaram a tema secundário nas canções irlandesas para falar mais das dificuldades de um povo isolado e que, pelo meio da adversidade, sempre encontrou a alegria através do convívio e da música. 

Os The Chieftains foram essenciais para popularizar esta tradição e trazê-la para os tempos modernos e para a cultura mundial. São uma das bandas mais influentes do século XX, num estilo que não seria o mais óbvio, mas que influenciou muita da música do final do século passado.

Em 2019 iniciaram a sua tournée de despedida, que acabou por ficar a meio devido às restrições sanitárias. Com a partida de Paddy Moloney talvez nem chegue a ser terminada, mas as despedidas à irlandesa são assim: discretas. O que fica para sempre é a música. 

A BBC fez um documentário sobre os The Chieftains que vale a pena ver e ouvir.

Se ficaram inspirados para tocar música tradicional irlandesa, vejam as nossas sugestões na loja online do Salão Musical. É um sistema seguro, rápido e de confiança.

Publicado no dia 2021-11-10 0 169

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar