Disco Dourado da Voyager: a mixtape para as estrelas

Disco Dourado da Voyager: a mixtape para as estrelas

Em 1977, a Humanidade lançou para o espaço duas sondas para estudar os planetas do sistema solar e o espaço para além da heliosfera. A Voyager 1 foi lançada a 5 de Setembro e a Voyager 2 a 20 de Agosto, 16 dias antes.

São a missão de exploração espacial mais longa de sempre, já que as duas sondas continuam em atividade e a enviar dados para os laboratórios da NASA. Mas são mais do que isso: são duas garrafas lançadas ao alto mar do espaço sideral, com algumas mensagens lá dentro. E uma dessas mensagens é música.

A Voyager 1 e a Voyager 2 levam cada uma consigo um disco dourado, com fotos do planeta Terra e das suas plantas e animais, alguns dados científicos e uma descrição dos seres humanos. A escolha dos materiais foi feita por uma comissão liderada por Carl Sagan que, a tudo isto, adicionou áudio: nos discos seguem os sons da Terra, como o soprar do vento, o quebrar das ondas, cantos de pássaros e das baleias.

E, para além da música natural do planeta, tem também a música criada por nós, humanos. A escolha parece ser um pouco parcial (Bach aparece três vezes) mas é muito diversa, indo desde o rock de Chuck Berry aos cantos milenares tradicionais da Geórgia. Há música de todas as eras, de todos os cantos do mundo, numa espécie de Greatest Hits do planeta.

Vamos conhecer algumas dessas gravações que, neste momento, viajam no objecto feito por humanos mais distante desta bolinha azul à volta do Sol a que chamamos de casa

Concerto de Brandenburgo nº2, parte 1 - J.S. Bach

Bach é um dos compositores mais geniais da história da Música. E parece que era um dos favoritos da comissão que selecionou a música para o Disco Dourado da Voyager. Para além deste Concerto de Brandenburgo, Bach tem mais duas peças: "Gavotte en rondeaux" da Partita No. 3 em Mi maior para violino e o Prelúdio e Fuga em Dó, No.1, do livro 2 do Cravo Bem Temperado, tocado ao piano por Glenn Gould.

Bach não é o único compositor clássico a viajar por entre as estrelas. O disco tem também obras de Mozart, Beethoven (duas vezes) e Stravinsky.

Instrumentos de arco no Salão Musical

Dark Was the Night - Blind Willie Johnson

A música norte-americana está bem representada (afinal eles é que pagam o bilhete) com canções de Louis Armstrong e Chuck Berry. O revolucionário Johnny B.Goode, se alguma vez for encontrado por outra civilização, irá levantar algumas ondas de certeza.

Neste disco tinha que ir um blues e o escolhido foi o adequadamente intitulado Dark was the night, tocado por Blind Willie Johnson.

Instrumentos de cordas no Salão Musical - Guitarras Acústicas e Elétricas

Tchakrulo - Coro da Geórgia

A voz humana é um instrumento poderosíssimo, seja a de uma miúda de 15 anos do Peru a cantar as lamentações de um casamento jovem, dos aborígenes australianos a celebrar a estrela da manhã, os cantos dos índios Navajo. Um dos registos mais impressionantes é o do coro da Geórgia que interpreta uma canção de preparação para a batalha. A guerra é, também, uma das nossas facetas.

Mas é também uma inspiração para enfrentar aqueles dias difíceis.

Microfones para voz - Salão Musical

Cranes in their nest - Japão

A música da Ásia está bem representada. O Disco Dourado tem música antiga da China sobre rios que fluem, temos um raga - estilo musical presente em várias culturas do Médio Oriente e Ásia Menor, que influenciou a música europeia - e uma belíssima peça japonesa tocada numa flauta tradicional japonesa chamada shakuhachi, muito semelhante à flauta doce.

Instrumentos de sopro no Salão Musical

Tchenhoukoumen - Senegal

A música africana está representada apenas com duas faixas. Para além do canto das raparigas pigmeu do Zaire, temos uma peça do Senegal, assente nos dois tipos de instrumento mais antigos da Humanidade: percussão e sopro. É representativa de um dos elementos mais importantes da música: ritmo.

Instrumentos musicais de percussão no Salão Musical

Iziel je Delyo Hagdutin - Bulgária

O Disco Dourado leva música tradicional de todo o lado: da Melanésia (Pacífico) à da Papua Nova Guiné, da música popular mexicana às gaitas de foles do Peru e do Azerbaijão.

Para fechar esta apresentação resumida da música que enviámos para o espaço, deixamos a faixa que representa o intenso folclore da Bulgária, numa interpretação que tem tanto de dramático como de sublime. Se nunca ouviram esta música, então imaginem como será para o extraterrestre que tocar este disco pela primeira vez.

As músicas do Disco Dourado da Voyager estão nesta playlist.

Não sabemos se existem outras civilizações no Universo ou se têm música sequer. O Disco Dourado, como registo da Humanidade, diz muito sobre quem somos como espécie. Acima de tudo, é uma mixtape feita com amor para quem a quiser ouvir e nos queira conhecer.

Publicado no dia 2022-09-23 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 330

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar