Instrumentos de Carnaval: da cuíca ao pandeiro

Instrumentos de Carnaval: da cuíca ao pandeiro

Foto: Rodrigo Propósito / Wiki Commons

Está na altura de começar a preparar o Carnaval. As escolas de samba têm os temas decididos, os fatos estão quase prontos e os passistas já praticam o desfile.

E, em fundo, ouve-se o ensaio da bateria. A música de carnaval é animada e exige uma enorme coordenação por parte de todos os músicos. Mas que instrumentos musicais são tocados durante o Carnaval?

Da percussão da bateria de samba até às cordas do cavaquinho, venham descobrir os instrumentos que fazem a música da folia.

Instrumentos musicais do Carnaval

Agogô

Caixa

Cavaquinho

Chocalho

Cuíca

Pandeiro

Repique

Surdo

Tamborim

Agogô

O agogô é um instrumento musical de percussão tocado com uma baqueta de madeira, composto por duas a quatro campânulas em ferro. Cada campânula dá uma nota diferente que, quando ritmicamente alternadas, dão aqueles intervalos típicos do samba.

Faz parte das baterias de samba e, apesar de simples, pode ser usado com diversas técnicas.

Agogo LP LP231A Standard

Agogo LP LP231A Standard

Agogôs no Salão Musical

Caixa

A caixa, ou como chamamos em Portugal, tarola, é um membrafone composto por um corpo cilíndrico de pequena secção com duas peles fixadas e colocadas sob tensão através de aros metálicos. Possui uma esteira constituída por pequenas molas de arame em contacto com a pele inferior, que lhe dá aquele som de areia.

A diferença, para quem a procura, entre a caixa e a tarola, é a distância entre o topo e o fundo: na tarola é menor, na caixa é maior.

É o suporte do som da bateria, com uma batida permanente, chamada de batucada. Vejam como tocar.

Caixa DB DB0108 para Banda 14 x 5,5 Polegadas

Caixa DB DB0108 para Banda 14 x 5,5 Polegadas

Caixas e tarolas no Salão Musical

Cavaquinho

O cavaquinho brasileiro é descendente do cavaquinho português. Fornece a harmonia para o samba enredo e exige uma enorme resistência rítmica por parte do músico.

Vejam como se toca a batida de samba no cavaquinho.

Cavaquinho APC BR110

Cavaquinho APC BR110

Cavaquinhos brasileiros no Salão Musical

Chocalho

O chocalho de samba é um pouco maior que os chocalhos e pandeiretas tradicionais e tem uma técnica muito particular. Mas funciona da mesma forma: são um conjunto de soalhas metálicas emparelhadas que são agitadas para criar um padrão rítmico.

Não só contribui para a riqueza sonora da bateria como ajuda à coreografia se usarem técnicas mais complexas como a “onda”.

Chocalhos e pandeiretas no Salão Musical

Cuíca

A cuíca parece um pequeno tambor mas não é tocado de forma percussiva, no sentido tradicional de ser tocado através do impacto das mãos ou de uma baqueta na sua superfície.

O seu som muito característico é produzido pelo friccionar da haste no interior do tambor com um pedaço de tecido molhado ao mesmo tempo que se faz pressão na pele do instrumento. O melhor é ver como se faz.

Cuíca Izzo IZ7097 10 Cromada

Cuíca Izzo IZ7097 10 Cromada

Cuícas no Salão Musical

Pandeiro

O pandeiro brasileiro descende da pandeireta de Portugal e é usado no samba, choro, coco e capoeira. Toca-se com as mãos e é também um adereço coreográfico nas mãos de músicos mais espetaculares, que o fazem girar na ponta dos dedos e o atiram ao ar.

É um dos instrumentos fundamentais para aprender e dominar o ritmo do samba.

Pandeiro Izzo IZ3438-10 Abs Verde

Pandeiro Izzo IZ3438-10 Abs Verde

Pandeiros e acessórios no Salao Musical

Repique

O repique, ou repinique, é um tambor de som mais agudo que é tocado com uma baqueta e com a mão. Serve como condutor musical das escolas de samba, anunciando "deixas" para o grupo, ou como solista, em introduções para sambas ou solando em batucadas.

Também é usado em conjunto com os tamborins em ritmos galopados.

Surdo

O surdo é o instrumento mais grave da bateria de samba. É um tambor fundo, tocado com baqueta e a mão. O surdo é a base de todo o ritmo, marcando o tempo forte e o tempo fraco do samba. Há três tipos de instrumentos surdos: Surdo de Primeira, Surdo de Segunda e Surdo de Terceira.

Tamborim

O tamborim é parecido com a pandeireta mas sem as soalhas. É um pouco maior que a pandeireta e é constituído por um aro com uma membrana esticada apenas num dos lados da armação. Toca-se segurando-o com uma das mãos e batendo com uma ou mais baquetas.

Nesta aula rápida do Lisbloco, o bloco de samba de Lisboa, podemos ver como o tamborim é usado e tocado no contexto da bateria.

Tamborim Timbra TI8672 Madeira Castanho

Tamborim Timbra TI8672 Madeira Castanho

Tamborins no Salão Musical

Estes são os instrumentos mais importantes do Carnaval. Isolados são fantásticos, em conjunto carregam a energia dos foliões com o ritmo imparável do samba.

Se quiserem tocar alguns deles antes de comprarem o vosso, explorem esta apresentação interativa do Estadão e imaginem como seria fazer parte de uma bateria em pleno Sambódromo.

Para estarem animados e afinados, temos tudo o que precisam para sambar neste e nos próximos Carnavais. Visitem a nossa loja online e encontrem o que precisam para a vossa escola.

Publicado no dia 2023-01-09 por Salão Musical de Lisboa Atualidade, Cordas, Percussão, Palcos e Festivais 0 174
Tag: percussão

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar