O que é um Rider Técnico?

O que é um Rider Técnico?

Quando sobem a um palco a última coisa com que se querem preocupar é com questões técnicas. Para que tudo corra o melhor possível, é necessário ter tudo preparado a partir do momento que marcam um concerto. Para além de garantirem que o vosso material está todo a funcionar bem, precisam de saber se do lado que vos vai receber se têm condições para vos receber.

É para isso que servem os riders técnicos e os mapas de palco, para que o dono e/ou o responsável pelo som saiba de antemão o que vão levar e o que precisam no local. Imaginem que mais dois elementos da vossa banda também cantam para além do vocalista, mas esqueceram-se de mencionar isso. Até podem haver microfones mas, como não avisaram, não há tripés suficientes. Ou decidem levar um violinista. O violino é amplificado ou precisa de captação? O baterista sente-se esquecido e ignorado lá atrás e para ele não ficar triste costumam tocar com a bateria num dos lados do palco? Nem sempre é possível, por isso é sempre bom enviar um mapa de palco com a disposição da banda e do seu equipamento.

Mas vamos por partes.

Rider Técnico

De uma forma simples, é a lista do material que vão usar, desde os instrumentos aos amplificadores, das peças da bateria (é diferente fazer o som a um kit de dois pratos-tarola-bombo do que a um com 12 pratos de diferentes tamanhos 8 timbalões, pedal duplo e duas tarolas) aos pedais.

A dimensão do rider técnico e a sua complexidade depende muito do que usam para fazer a vossa música.

Esta relação do vosso material permite avaliar desde logo quantos pontos de energia serão necessários, quantos canais serão usados para fazer o vosso som, disposição dos monitores, e se é necessário providenciar algum material que não tenham, como DIs, ou sistemas sem fios, se os usam.  Ou cadeiras! Já pensaram nisso?

Outros elementos que podem ir nessa lista podem abarcar outro tipo de pedidos, como uma banca para poderem vender o vosso merchandise, número de pessoas na vossa equipa e necessidades de alojamento, número de convidados e refeições. Os Van Halen pediam M&M’s mas desde que os castanhos fossem retirados, o Paul McCartney não quer nada relacionado com animais, como carne ou peles.

Vejam o rider técnico do Iggy Pop and The Stooges para a tour de 2006 e as listas de exigências de outros músicos que nem sempre são assim tão razoáveis.

Mapa de Palco

O mapa de palco mostra quem fica onde e com o quê. É um croqui, ou uma imagem simples onde se mostra a vossa disposição em palco. Não basta pedir três microfones para voz para depois serem colocados na frente do palco quando o vocalista da banda é o baterista.

Normalmente, o rider técnico e o mapa de palco seguem num documento único e pode ser sujeito a alterações até ao dia do concerto e, quem anda na estrada, sabe perfeitamente que podem haver alterações até ao último instante.

Se quiserem criar o vosso, com definição de linhas de entrada na mesa para cada microfone e tudo, experimentem este gerador de riders técnicos online.

Não se esqueçam de incluir o vosso contacto, de preferência do elemento da banda que sabe a diferença entre um microfone de condensador e um dinâmico. Se o vosso trabalho de casa estiver bem feito, vão sentir a diferença por parte das salas e dos técnicos que vos vão receber. Menos surpresas, menos contratempos, menos improvisos. Só dos musicais.

Vão receber uma banda ou duas e ainda vos falta material? Venham ao Salão Musical de Lisboa, onde temos equipamento e acessórios de amplificação. Não queremos que vos falte nada.

Publicado no dia 2018-01-29 por Salão Musical de Lisboa Atualidade, Palcos e Festivais 0 59
Tag: Rider

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar