Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Usamos cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Configuração de cookies

Costumização
  • Cookies de terceiros para fins analíticos.
  • Mostre recomendações personalizadas com base na sua navegação em outros sites.
  • Mostre campanhas personalizadas em outros sites.
Funcional (obrigatório)
  • Necessário para navegar neste site e usar suas funções.
  • Identifique você como um usuário e armazene suas preferências, como idioma e moeda.
  • Personalize sua experiência com base em sua navegação.

10 músicas fáceis para tocar na bateria

Publicado por2023-10-26 por 6028
Guardar

Entrem no ritmo com estas 10 músicas fáceis para tocar na bateria

A bateria é um dos instrumentos mais excitantes de tocar. Não só usamos o corpo todo como exige uma enorme coordenação e energia. E a melhor maneira de aprender a tocar é com músicas que conhecemos.

Temos 10 músicas que são bastante acessíveis para quem se quer sentar atrás de um kit de bateria e marcar o tempo para a banda e para pôr toda a gente a dançar. E, no final, ainda temos algumas dicas para quem está a começar.

10 Músicas Fáceis para Tocar na Bateria

  1. Kool & The Gang - Celebration

  2. Michael Jackson - Billie Jean

  3. Red Hot Chili Peppers - Dani California

  4. Green Day - Wake Me Up When September Ends

  5. The White Stripes - Seven Nation Army

  6. Bon Jovi - Livin On a Prayer

  7. AC/DC - Highway to Hell

  8. Nirvana - Come As You Are

  9. Queen - Another One Bites the Dust

  10. Bruno Mars - Uptown Funk

Dicas de bateria para principiantes

Barulho

Tempo > velocidade

Bateria é física

Sejam pacientes

Ouçam a música

Praticar bateria

Kool & The Gang - Celebration

Baterista: George Brown Tempo: 123 BPM

Vamos começar esta lista com uma música muito animada em que o vosso trabalho é manter o andamento, com um groove simples mas arrasador. O prato de choque segue em semicolcheias, o bombo bate em todos os tempos, a tarola cai no terceiro e os breaks são muito acessíveis. É a prova que simples é, muitas vezes, melhor.

Michael Jackson - Billie Jean

Baterista: Leon Ndugu Chancler Tempo: 118 BPM

Um dos maiores sucessos de sempre, “Thriller” é também uma escolha popular entre bateristas iniciantes. Para além de usar um dos ritmos fundamentais para tocar bateria, o tempo é confortável para promover a resistência e consistência rítmica.

É um 4/4 com bombo no 1 e tarola no 3, com pratos de choque em semicolcheia, o que dá espaço para desenvolver um groove. Mais fácil do que isto é difícil.

Red Hot Chili Peppers - Dani California

Baterista: Chad Smith Tempo: 96 BPM

A “Dani California” é mais simples do que realmente parece. Aqui introduzimos alguns elementos novos: ressalto de tarola, pratos de choque abertos e, no refrão, acentuações nos pratos. É uma excelente canção para perceber o que faz uma bateria ao longo de uma música, como se constroem as diferentes batidas e o desenvolvimento da dinâmica.

Mas, no fundo, é um ritmo muito acessível. E funky, que é o melhor dos ritmos.

Green Day - Wake Me Up When September Ends

Baterista: Tré Cool Tempo: 105 BPM

As baterias de Green Day são, normalmente, simples e fáceis de seguir. E esta faixa é das mais simples de todas, o que faz com que seja perfeita para principiantes. O início da música tem muito pouca bateria, mas mostra como se pode usar a bateria de forma mais subtil para fazer a marcação rítmica e dar um som diferente. Quando entra bombo e tarola, o ritmo não se complica, mas o contraste com a introdução ainda dá mais força. E o tempo vazio no final do compasso é um ótimo exemplo de como o silêncio também é importante para se criar um ritmo.

Baterias
acústicas no Salão Musical

Baterias acústicas no Salão Musical

The White Stripes - Seven Nation Army

Baterista: Meg White Tempo: 120 BPM

Esta é a primeira música que muitos músicos aprenderam na guitarra, no baixo, e na bateria. "Seven Nation Army" tem um riff cativante que é reconhecido em todo o mundo. O groove é um ritmo constante de bombo e tarola acompanhados de choques no verso da canção, e cai para um ritmo de rock 4/4 padrão no refrão. Excelente para aquecimentos e para competir com metrónomos.

Aqui temos uma versão ainda mais simplificada, para além da que vem no disco.

Leiam Anatomia da bateria no Blog do Salão Musical

Bon Jovi - Livin On a Prayer

Baterista: Tico Torres Tempo: 123 BPM

Ah, os anos 80: o rock dominava a rádio, os artistas tinham cabelos compridos e roupas que pareciam vir do armário de cinco pessoas diferentes. Os Bon Jovi rebentaram os tops com "Livin On a Prayer" com uma linha de bateria poderosa e simples. O ritmo é muito básico, e o segredo está em não complicar nem acelerar. Os fills são muito interessantes e há um apontamento ou outro que vai ajudar a expandir a vossa técnica e vocabulário.

AC/DC - Highway to Hell

Baterista: Phil Rudd Tempo: 117 BPM

Se souberem tocar esta, sabem tocar todos os clássicos dos AC/D. Esta é uma das melhores músicas de bateria para iniciantes, e é das mais rápidas de aprender desta lista. É uma aproximação muito directa ao que é a bateria rock, e muito divertida para quem está a aprender a tocar.

Nirvana - Come As You Are

Baterista: Dave Grohl Tempo: 117 BPM

"Come As You Are" tem um um ritmo nervoso, talvez por usar o ride no verso. É uma das melhores músicas fáceis de bateria para tocar e perfeita para tocar com muita energia no refrão. A entrada é simples mas imediatamente reconhecível, e é um exemplo de contenção, até no refrão. Desde rufos a pratos de choque abertos até a contratempos, esta música é acessível mas também dá acesso ao nível seguinte da arte de tocar bateria.

Queen - Another One Bites the Dust

Baterista: Roger Taylor Tempo: 110 BPM

"Another One Bites the Dust" é uma música que exige alguma concentração para não seguirmos o groove simples da linha de baixo em demasia. A bateria mantém a estabilidade, com um bombo constante, e uma tarola bem definida. E a meio, palmas.

Bruno Mars - Uptown Funk

Baterista: Bruno Mars Tempo: 115 BPM

Esta música tem uma história complicada - demorou muito tempo a ser escrita, esteve para ser abandonada por Mark Ronson e Bruno Mars e, depois de se ter tornado num sucesso global, ainda teve alguns problemas legais.

O que não é complicado é a bateria, tocada por Bruno Mars. É uma música cheia de ritmo, desde a linha vocal até aos metais, pelo que não vale a pena fazer mais do que manter o tempo e dar o balanço.

Dicas de bateria para principiantes

Se estão a pensar começar a aprender a tocar bateria, temos algumas ideias para terem em conta para que tenham uma boa experiência. E os vossos vizinhos também.

Barulho

As baterias são instrumentos que, para além de ocuparem espaço, produzem muito volume. Isso não é um problema se tiverem uma sala dedicada isolada mas, se não tiverem e viverem num apartamento, com pessoas por todos os lados, a solução está numa bateria digital.

Baterias
digitais no Salão Musical

Baterias digitais no Salão Musical

Leiam Baterias: digitais ou acústicas? no Blog do Salão Musical

Tempo > velocidade

Muitos bateristas acham que tocar depressa é que é bom. Mais importante é manter o tempo, independentemente da velocidade. Uma das responsabilidades do baterista é manter toda a gente no mesmo tempo, marcar as transições entre secções, e evitar flutuações no andamento.

Boss
DB-30 Dr Beat | Metrónomo | Salão Musical de Lisboa

Boss DB-30 Dr Beat | Metrónomo | Salão Musical de Lisboa

Bateria é física

Outra coisa a ter em conta é que tocar bateria é uma atividade física exigente. Por isso, devem dominar a técnica, não só para terem melhor som, mas também para evitar lesões. Depois, têm que ter uma atitude descontraída, soltar o corpo porque, se estiverem tensos, não vai ser nem divertido nem vai correr bem.

E poucas coisas são tão anti stress como 15 minutos de bateria.

Sejam pacientes

Todos os instrumentos demoram tempo a dominar, e a bateria não é excepção. Se se sentirem frustrados com a vossa evolução, não descarreguem na bateria, mas respirem fundo e voltem aos fundamentos. É um instrumento que depende do domínio dos fundamentos básicos aos quais terão de voltar sempre. E, se os tiverem assim como um uma boa noção de tempo, estarão sempre no bom caminho

Ouçam a música

O baterista tem uma posição privilegiada na banda, pois pode ver e ouvir tudo o que se passa. Saber ouvir é muito importante para não tocar por cima dos outros músicos pelo que a contenção é uma qualidade muito importante em qualquer baterista.

Devem também tocar a ouvir música. Não para improvisarem por cima mas para perceberem como é tocada. Só copiando os mestres é que dominamos a arte.

Praticar bateria

A bateria é um instrumento que depende muito da memória muscular. Se não for praticada de forma regular e consistente a evolução será menos do que lenta, é nula. Tenham aulas mas pratiquem em casa, com hora marcada. 15 minutos por dia é melhor do que nenhuma hora por semana.

E pratiquem o que gostam, senão nunca irão voltar. A música é um prazer, não deve ser uma obrigação.

Leiam 5 razões para tocar bateria no Blog do Salão Musical

Foto de Roselyn Tirado na Unsplash

Tag: bateria
Deixar um comentário
Deixar comentário
Faça login para inserir um comentário
Salão Musical de Lisboa Loja de instrumentos musicais desde 1958

Salão Musical de Lisboa

Crie uma conta gratuita para guardar produtos favoritos.

Registar