Como escolher o pickup certo na Stratocaster?

Como escolher o pickup certo na Stratocaster?

A Fender Stratocaster é um dos modelos de guitarra mais imitados de sempre. Já falámos das suas origens e evolução, mas vamos abordar uma característica fundamental desta lendária guitarra, que também é responsável pelo seu sucesso e longevidade: as configurações dos pickups.

A imagem de marca da Fender Stratocaster, para além do recorte do corpo e do guarda unhas, são os seus três pickups single coil, estando o mais próximo da ponte ligeiramente oblíquo, tal e qual como na Fender primordial, a Telecaster.

Esta configuração de pickups é o que dá o som característico e a versatilidade tímbrica que definem a Stratocaster. Uma das maiores dificuldades que os guitarristas encontram quando pegam numa Strat é como posicionar o selector de pickups, não percebendo o que é que estão a escolher. Mas é mais simples do que pensam.

O selector de pickups, em forma de lâmina e também na diagonal - ergonomia ou estilo, só Leo Fender sabe -  está colocado logo abaixo dos botões de tom e volume e tem cinco posições. Originalmente, e durante 23 anos, teve apenas três posições possíveis, uma para activar cada um dos pickups individualmente.

Mas os guitarristas pioneiros perceberam que, colocando o selector em posições intermédias, poderiam ter dois pickups a funcionar em simultâneo. Alguns apreciavam de tal maneira o som da guitarra nessa configuração intermédia forçada que abusaram das suas possibilidades, definindo estilos musicais e a própria Stratocaster. Alguns dos abusadores mais notórios foram Ike Turner, Dick Dale, Eric Clapton e Buddy Guy. Só em 1977 é que o catálogo da Fender apresentou o selector de cinco posições como característica standard da Stratocaster.

O que é que cada posição faz? Se definirmos que, colocando o selector todo para baixo, estamos na posição 1 e indo totalmente para cima estamos na 5, estes são os pickups que cada posição activa:

  • Posição 1 : pickup da ponte   

  • Posição 2 : pickup da ponte + pickup intermédio

  • Posição 3 : pickup intermédio

  • Posição 4 : pickup intermédio +  pickup do braço

  • Posição 5 : pickup do braço

Se estiverem com atenção, percebem que não há uma posição em que os três pickups estejam activos em simultâneo.

Quem já tocou numa Stratocaster sabe perfeitamente que quanto mais se sobe no selector mais quente fica o som, com mais graves. Quanto mais nos aproximamos da ponte, mais se destacam os médios. O som fica menos redondo, mais anasalado. Mais country.

Melhor do que explicar é ouvir, se bem que aqui vamos pela ordem inversa, da 5 para a 1.  

Outra peculiaridade da Strat é que tem três pickups e só dois botões de controle de tom. Os botões de tom controlam os pickups da seguinte forma (sendo o botão mais abaixo o 2 e o mais acima o 1):

  • Tom 2 : pickup da ponte   

  • Tom 2 : pickup da ponte + pickup intermédio

  • Tom 2 : pickup intermédio

  • Tom 2 + Tom 1 : pickup intermédio +  pickup do braço

  • Tom 1 : pickup do braço

Isto significa que nas três primeiras posições podem usar o botão de tom 2, na posição 4 podem usar os botões de tom 1 e 2 ao mesmo tempo, na posição 5 podem usar apenas o botão de tom 1. Agora, em desenho (os pickups a vermelho são os pickups que estão seleccionados):

16268-Selector-switch-inline

Jogando com estes dois elementos, as possibilidades são imensas, o que explica a importância e longevidade deste modelo.

Se querem experimentar todas as posições da Fender Stratocaster, vejam os modelos que temos no Salão Musical de Lisboa, e descubram porque é que é ainda um dos modelos mais relevantes e versáteis da história da música. Uma verdadeira lenda viva.

Publicado no dia 2019-05-10 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 88

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar