Os artistas que tocam guitarras Alhambra

Os artistas que tocam guitarras Alhambra

Alhambra é sinónimo de guitarra, não só pela famosa peça de Francisco Tarrega  “Recuerdos de Alhambra” mas também por ser um dos nomes mais prestigiados no fabrico de guitarras clássicas e de flamenco.

Nascida nos anos de 1960, as origens artesanais desta marca espanhola ainda estão presentes no carinho, mestria e conhecimento que colocam em cada instrumento, fabricados atualmente com as mais modernas técnicas de construção e os melhores materiais.  

Os melhores instrumentos atraem os melhores músicos, e a Alhambra tem trabalhado  e/ou sido a preferência de vários intérpretes, desde os de música clássica à música popular, do jazz ao rock, o que demonstra a versatilidade, variedade e a qualidade das suas guitarras.

Vamos conhecer alguns, enquanto os vemos e ouvimos tocar uma Alhambra.

Phillipe Bertaud

Philippe Bertaud foi um guitarrista clássico que residia em Fort Worth, Texas, EUA. Nascido em Nice, França, apaixonou-se pela guitarra desde cedo e gravou o seu primeiro disco aos 16 anos, tendo passado os anos seguintes em digressão e tocando em alguns dos eventos e salas mais importantes do mundo da guitarra clássica. 

O gosto eclético de Bertaud revela-se nas suas composições, cheias de cores, ritmos e temas de origens tão diversas como o Brasil ou Nova Orleães, e na sua facilidade em navegar entre estilos. O seu espírito positivo transparece na sua música mas também nos vídeos do seu canal no YouTube, onde fala das suas guitarras e dá algumas ideias e conselhos para músicos. Bertaud faleceu em 2014 e, em reconhecimento pelo seu legado, as guitarras Alhambra instituíram um prémio em sua memória

Podemos vê-lo aqui a tocar a tocar um das suas pelas numa Alhambra 4P.

Chema Vilchez 

Praticante e instrutor de Yoga, Chema Vilchez mostra toda a sua flexibilidade musical enveredando por vários estilos, desde o jazz ao flamenco. Tocou com diversos músicos de referência como Dave Weckl, John Patitucci, Placido Domingo, entre tantos outros.

Formado no Musicians Institute de Hollywood, California, EUA, Vilchez já correu o mundo em digressão e é visto com um dos guitarristas mais talentosos na fusão de estilos da atualidade, como podemos ver nesta interpretação que faz do clássico dos Beatles “Yesterday”, em modo jazz flamenco. A guitarra é uma Alhambra Crossover CS3 CW.

 

Cesar Rosas 

O nome pode não dizer nada à primeira vista, mas se dissermos que Cesar Rosas é um dos fundadores dos Los Lobos, provavelmente uma das bandas mais injustiçadas e esquecidas da música norte-americana, o caso muda de figura.  

Rosas é vocalista, compositor e guitarrista do Los Lobos, eternamente conhecidos pelo clássico “La Bamba”. Nascido no México, mudou-se para a Califórnia na infância, onde entrou em contacto com o rock’n’roll e o rhythm&blues da Costa Oeste, que o fizeram querer tocar guitarra.

Mas nunca esqueceu as suas raízes a sul da fronteira, incorporando-a no som dos Los Lobos. Cesar Rosas interpreta aqui uma canção mexicana, o clássico “Volver Volver”, tocada num dos versáteis modelos thinline da Alhambra. Rosas comprou a sua primeira Alhambra em Barcelona e, desde então, tem sido uma das suas marcas preferidas. 

Outros Artistas Alhambra

São inúmeros os artistas que escolheram as guitarras Alhambra. Em Portugal temos António Côrte-Real, dos UHF,  mas os músicos Alhambra estão espalhados por todo o mundo, desde a Jordânia ao Brasil, da Colômbia à França.

Façam parte desta família. O Salão Musical tem uma enorme variedade de modelos para músicos de todos os níveis e estilos, que chegarão a vocês, estejam onde estiverem. 

Agora que ouviram o som das Alhambra, escolham a vossa

Publicado no dia 2021-05-12 por Salão Musical de Lisboa Atualidade, Cordas 0 228

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ IVA
0,00€ Total

O preço incluí IVA

Pagar